Novas visitas, velhos amigos

No dia seguinte, dia 24, foi o dia de mais um “repeteco”. Desta vez fui visitar a Escola Estadual Borges de Medeiros, aqui de Novo Hamburgo. No ano passado eu já estive presente à escola, e este ano, mais uma vez, fui visita-los, graças o projeto “Adote um Escritor”, da Câmara Rio-grandense do Livro.

A vista se deu em dois momentos muito bacanas. O primeiro foi o “oficial”, durante o qual tive a oportunidade de conversar com as turmas que leram “Menos do que um troco” e “aurum Domini – O ouro das Missões”, ambos da Artes e Ofícios Editora. Foram vários bate-papos com diferentes turmas, e em todas elas encontrei a matéria prima de minhas histórias: crianças e adolescentes com todos os seus desafios e indagações. Foi muito legal! Também pude conversar mais de perto com alguns alunos que ficaram e, pelo que sei, conquistar novos leitores, sobretudo para “Padrão 20”, minha Ficção Científica publicada pela BesouroBox. Aliás, alguns leitores dos livros já tinham entram com contato comigo através do Facebook, tanto o /simoneslivros quanto o /menosdoqueumtroco e o /aurumdomini. Fica a dica! Se você leu algum dos meus livros e quiser trocar alguma ideia, entre em contato através destas páginas.

O encontro foi muito bom (mais uma vez) e o pessoal me convidou para o “batizado” da biblioteca da escola, que ainda não tinha nome. Assim, no sábado estive presente para a entrega dos prêmios aos vencedores do concurso idealizado pelas professoras. O nome escolhido para o espaço de livros é “Mário Quintana”, o que é no mínimo óbvio, já que estamos comemorando este ano, os 110 anos de nascimento do poeta alegretense.

E foi no sábado que terminei de me encantar com mais esta escola pública que vem a provar que quando os professores e a comunidade dão real valor ao trabalho realizado em sala de aula, o ensino deixa as quatro paredes e se espalha por toda parte. Vários alunos assumiram o som, após a cerimônia, para cantar e encantar com músicas de repertório variado e de alta qualidade, como Raul Seixas e Renato Russo. Vi pais transitando, professores tietando alunos, alunos dando o recado, e a escola sendo aquilo que todas as escolas deveriam de ser: um espaço social para a confraternização e a convivência pacífica, onde o ser humano e o conhecimento são valorizados. Desafios, para nossos dias de cotidiano atribulado, talvez, mas desafios que seremos capazes de vencer, se todo mundo acreditar no ser humano, valorizar o que ele tem de melhor e dar um espaço para todo mundo mostrar suas habilidades. Aprender fica muito mais fácil e prazeroso em lugares assim. Parabéns Borges! Podem contar comigo!

Simone Saueressig

Este espaço abriga o trabalho literário da escritora gaúcha Simone Saueressig. Aqui você encontra informações sobre seus livros e bibliografia além de informações sobre o ciclo da Terra da Magia, ou seja: A noite da grande magia branca, A Fortaleza de Cristal e aurum Domini – O ouro das Missões.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *