A autora

Autora - Simone SaueressigEu nasci em Campo Bom, uma cidade do interior do Rio Grande do Sul, o estado mais meridional do Brasil. Vivia em uma grande casa com um jardim ainda maior, – a mesma casa que aparece na capa de Um vulto nas trevas  onde eu passava as tardes brincando de“faz-de-conta”. Como meu pai era bancário, nos mudávamos bastante de cidade: vivi em Estância Velha, Gramado e Garibaldi. Depois fui estudar em um colégio interno de Novo Hamburgo, a Fundação Evangélica, onde fiquei por quatro anos. Era divertido, mas eu só ia para casa nos finais de semana.

Quando terminei o segundo grau, fui direto para meu primeiro emprego de professora de dança. Ao longo de todos estes anos aprendi um pouco de jazz, algo de dança afro e de dança gaúcha, mas a minha forma predileta de dançar, há muitos anos, é o Flamenco. Através dele expresso coisas que não consigo dizer com as palavras, nem as escritas, nem as faladas.

De 1994 a 1999 vivi na Espanha, que é a pátria do Flamenco. Ali fiz aulas com alguns dos melhores professores da área. Foi neste país que escrevi alguns dos contos e das histórias que mais gosto. Além disso, guardo maravilhosas lembranças de lá, lembranças lindas e poderosas, como só as coisas verdadeiras são.

Atualmente, a maioria das minhas novelas editadas é voltada para o público infanto-juvenil, mas quase todos os contos editados oferecem textos voltados para um público mais adulto. Vale lembrar que editei a “Popinha”, o suplemento infantil do Jornal NH de Novo Hamburgo, durante cinco anos. Também tive a felicidade de publicar vários contos na página infantil do jornal Ya, que era editado em Madrid no final dos anos 90.

Conquistei vários prêmios literários. Já se disse que prêmios literários não ensinam ninguém a escrever, mas o reconhecimento de que está fazendo um bom trabalho é sempre estimulante.

Em 2011 aurum Domini – O ouro das Missões, editado em 2010 pela Artes e Ofícios recebeu o prêmio Livro do Ano – Narrativa Longa , concedido pela Associação Gaúcha de Escritores, no jantar comemorativo aos 30 anos da Associação. Seria inútil eu tentar descrever a alegria que esse prêmio trouxe, já que coroou anos de espera pela publicação. Você pode ler uma resenha para aurum Domini clicando aqui.

2013 e 2014 foram anos muitos importantes para mim: publiquei a saga “Os Sóis da América” que eu considero a minha obra mais importante. Você pode conhecer melhor os livros, através do blog Os Sóis da América, que é um horizonte de diálogo com os leitores que acompanham a história de Pelume. Meu livro mais recente é Receita para fazer dragão, da Editora Cortez. Uma beleza!

  Você que leu até aqui sinta-se, desde já, convidado para participar da minha vida literária. Bem-vindo!

 

Um abraço,
Simone Saueressig